Maurício Fonseca – O Globo – Esportes – 36 – Quita-feira, 7.8.2014

Há três semanas, ao anunciar o ex-goleiro Gilmar Rinaldi como novo coordenador de seleções, a CBF apresentou também o que seria um plano de reformulação para recuperar o futebol brasileiro. Pois bem, o trabalho ainda nem começou de fato e já se sabe que as coisas não serão exatamente como foram divulgadas. Em reunião, ontem na sede da entidade, ficou decidido que as seleções principal e olímpica serão convocadas em todas as datas Fifa, e cada qual fará seu amistoso.

Inicialmente, de acordo com o plano apresentado pelo técnico Gallo, coordenador das divisões de base da CBF, a seleção principal teria de 30% a 40% dos jogadores com idade olímpica, ou seja, que terão, no máximo, 23 anos em 2016.

del neroNa ocasião, o vice-presidente da CBF, Marco Polo del Nero, que assumirá a presidência em abril de 2015, explicou como deveria ser a primeira lista de convocados, a ser divulgada no dia 19, para amistoso contra Colômbia (5/9) e Equador (9/9).

– Não é 100% da seleção principal que terá jogadores com idade olímpica. Pode ser 30%, 40%. O treinador é quem vai determinar isso – afirmou, na ocasião, Del Nero.

Pelo visto, as palavras do futuro presidente ainda não têm tanta força dentro da entidade. Ontem, Gilmar explicou, no site da CBF, que as duas seleções serão convocadas simultaneamente. Elas não serão misturadas, como sonhava Gallo.

– Está definido que a seleção olímpica disputará o mesmo número de amistosos marcados para a equipe principal e no mesmo período – disse o coordenador de seleções.

25 DIAS DE PRÉ-TEMPORADA
A CBF também divulgou ontem o calendário do futebol brasileiro para 2015. A novidade fica por conta do aumento da pré-temporada, que terá 25 dias, de 7 a 31 de janeiro. Mesmo assim, a entidade não cumpriu o que queriam os jogadores, que, através do movimento Bom Senso FC, pediam 30 dias para o período de preparação. Com isso, os campeonatos estaduais serão disputados em fevereiro e quase todos terão 19 datas, como não queriam os grandes clubes.

A Libertadores e a Copa do Brasil foram divididas em duas partes, devido à Copa América (11 de junho e 4 de julho). O Brasileiro não sofrerá paralisação no período, e os atletas convocados por Dunga que atuarem em times brasileiros desfalcarão suas equipes no início da competição nacional.

Anúncios